quinta-feira, 8 de maio de 2008

Delicadeza

Delicadeza é um beijo roubado de leve. É um abrir e fechar de porta. É acordar sem ansiedade, andar sem pressa, parar para um café. E sorrir, porque o dia está lindo, um dia de outono com sol e vento fresco.

Delicadeza é apenas um roçar de mãos. Apenas um olhar. Apenas uma palavra dita com ternura.

É preciso cuidado com as coisas delicadas, cuidado para que não se quebrem, e floresçam. É preciso alguma coisa de silêncio, um bocado de atenção. Mas sempre vale, porque a delicadeza enche a vida de um perfume doce e suave.

4 comentários:

Anônimo disse...

E se não é de delicadeza mesmo que o mundo mais está precisando esses tempos!

Alercio disse...

É você quem escreve esses textos? Poxa, bacana...

F. Gomes disse...

O seu texto é de fato deliciosamente bem escrito, colorido, cheio de imagens, despretensiosamente sofisticado. Não pare.

Ana Carrara disse...

Lindo, lindo, lindo!!!

Vou ficar quietinha, só apreciando. Até pq, tem gente que diz que meus posts são desaforados! HAIEUHIAEHAE

Um beijããããão querida!